agpost

Dar feedback pode ser intimidador para alguns líderes. O medo de criar conflitos ou de não agradar são alguns dos motivos que fazem essa importante conversa ser adiada pela liderança. O problema é que uma equipe sem feedback dificilmente evolui. Esse retorno é fundamental para alinhar as expectativas da empresa ao desempenho do funcionário. Isso vale tanto para retornos negativos, pautados em críticas construtivas, quanto para elogios – super importantes para manter o time motivado.

Um estudo mostrou que o impacto de situações negativas é cinco vezes maior do que momentos de sucesso, apesar do cenário positivo ser geralmente entre três e cinco vezes mais frequente. Isso quer dizer que a liderança precisa endereçar os problemas, mas é necessário fazê-lo de forma eficiente. Veja nossas dicas para melhorar seu feedback :

Fale no ato
Pesquisas mostram que o cérebro humano compreende melhor uma situação se está diante dela. Ou seja, dar retorno sobre um erro cometido há um mês atrás não será tão bem absorvido quanto uma observação assim que o problema acontece.

Seja específico
“Bom trabalho” não consiste em um feedback eficaz. Se o líder especifica quais ações foram eficientes e quais foram problemáticas, o funcionário tem clareza do que precisa repetir e o que precisa ser ajustado. Feedbacks genéricos não ajudam em nada.

Uma coisa de cada vez
Elogiar um projeto e fazer uma crítica logo em seguida pode confundir. A crítica acaba impactando mais. Divida seu feedback claramente nesses dois momentos para que as coisas boas não sejam encobertas.

Elogie publicamente
Dar reconhecimento aos funcionários não é algo que precisa de discrição. Pelo contrário, tornar as boas ações públicas são formas de não apenas dar visibilidade ao sucesso de determinado funcionário, mas também de motivar a equipe e criar metas de comportamento.

Escrito por Ação Gerencial