12 dezembro de 2016 Artigos,Notícias Nenhum comentário

Reinventar é a capacidade de tornar a inventar algo que já existe. Você, enquanto profissional, precisa se reinventar para se adaptar às mudanças do mercado, das tecnologias, dos costumes. Quando esse processo pode ser planejado, é bem mais fácil. Mas alguns acontecimentos são imprevisíveis, como uma crise econômica por exemplo. E é justamente nessas horas que você precisa estar mais preparado para enfrentar os momentos difíceis e não se deixar levar pelo pessimismo que toma conta do mercado.

Em épocas de crise é comum nos sentirmos mais pressionados a mostrar resultados e produzir, afinal ninguém quer engrossar as estatísticas do desemprego. Essa pressão acaba se refletindo no ambiente de trabalho, que pode ficar pesado e ainda mais competitivo. Como reagir a tantas mudanças sem deixar a peteca cair? Confira nossas dicas.

Dica 1: mantenha os pés no chão

Enxergar a realidade como ela é de fato é o primeiro passo para superar uma crise. Entendendo com clareza como as coisas estão funcionando você fica mais preparado para dar o melhor de si.

Dica 2: não se deixe abalar

Clima de crise não é fácil: os cortes de despesas e pessoal aumentam as dúvidas e a pressão; em contrapartida, a perspectiva de evolução na carreira vai diminuindo, o que tende a nos deixar mais desanimados e inseguros. Nessa hora é importante manter o equilíbrio. É claro que existe o medo de perder o emprego ou de não ganhar a tão sonhada promoção. Mas, se preocupar e se deixar abalar são situações que não vão resolver o problema, pelo contrário, podem acabar afetando o seu desempenho e, aí sim, te colocar na berlinda. Mantenha a serenidade e continue fazendo o seu trabalho com dedicação e empenho.

Dica 3: reverta a crise a seu favor

Você sempre se sentiu ofuscado pelos outros colegas, ou nunca encontrou oportunidade de mostrar realmente todo o seu potencial? Aproveite a crise! Com o enxugamento dos custos e das equipes, o que a gestão da empresa mais espera é que os funcionários continuem produzindo com eficiência e, se possível, com um custo cada vez menor. Se você tem uma ótima ideia para essa equação, a hora de apresentá-la é agora. Não tenha medo de se dedicar e deixar claro que você possui muitas habilidades, principalmente aquelas que são mais necessárias nas horas difíceis, como a paciência, a coragem, a persistência e a capacidade de adaptação a novos cenários.

Dica 4: pense positivo (mesmo quando isso for difícil)

Entre um colega de trabalho reclamão e um colega que administra os problemas com tranquilidade e otimismo, com quem você prefere trabalhar? Sem dúvida passar o dia ao lado de alguém que acredita no melhor é bem mais fácil e prazeroso. E ninguém quer ser o chato do escritório, que só sabe reclamar de tudo o tempo inteiro. Sim, em tempos de crise pode ser bem difícil ficar otimista e alegre, mas acredite: é possível. E uma postura de positividade demonstra que você sabe se motivar independente dos desafios que se apresentam. Se está difícil manter a motivação pense no futuro. Toda crise acaba e quando isso acontecer você precisa estar pronto e animado para seguir em frente.

 

Escrito por Ação Gerencial