2016061417155710-Must-have-Productivity-Tools-for-Startups

Num cenário nacional de dificuldades econômicas e incertezas políticas, produtividade se torna definitivamente a palavra de ordem. Mais do que cortar custos, as empresas querem produzir da forma mais econômica possível, sem abrir mão da qualidade de seus produtos e serviços. Ou seja, é um grande desafio manter profissionais motivados e bem remunerados produzindo no nível máximo, com satisfação alta e custos reduzidos. Mas para tudo existe uma solução – e o assessment pode ser a resposta que a sua empresa procura.

A tradução exata do termo assessment é avaliação. No mundo corporativo essa definição é inserida no campo da gestão profissional. As ferramentas de assessment são usadas pelas empresas para avaliar as qualidades e habilidades de seus colaboradores, gestores e executivos, a fim de identificar de forma individual suas competências e as características que cada um precisa desenvolver. Através de técnicas e avaliações específicas, aplicadas por profissionais devidamente capacitados, o assessment é um grande apoio ao gestor para diagnóstico do capital humano de sua empresa.

Em relação à produtividade, o assessment é o pontapé inicial para um planejamento eficiente de estratégias de produção e aproveitamento dos potenciais e competências de cada profissional. Com os dados colhidos através dos instrumentos de assessment, o gestor pode redefinir ou estabelecer métricas de seleção e recrutamento, avaliação de desempenho, análises do clima organizacional, elaboração de planos de carreira… São muitas as possibilidades de gestão para as chefias se auto-conhecerem e perceberem os elementos de maior potencial e as dificuldades de cada colaborador. Tudo isso resulta em melhoria dos processos rotineiros e das relações interpessoais, redução de custos (inclusive de contratação e demissão) e, consequentemente, aumento da produtividade.

Escrito por Ação Gerencial